Onde foi parar a reforma de R$ 1 milhão no triplex que Moro afirma ter ocorrido?

Uma das provas consideradas cabais pelos procuradores foi a tal reforma de R$ 1 milhão que o juiz Sérgio Moro havia garantido ter ocorrido. A tal reforma teria ocorrido a pedido da ex-primeira-dama dona Marisa Letícia, falecida em 2017. A execução teria ficado a cargo da empreiteira OAS, a título de propina em ações de tráfico de influência e medidas que beneficiassem a empreiteira.

Inicialmente, Moro defendia que o dinheiro provinha da Petrobrás, fato que ele negou durante o processo, o que deveria ter feito o processo ser remetido para São Paulo, saindo de sua mão e do TRF-4. Então, a suposta reforma passou a ser o “bastião” que comprovava o recebimento do apartamento por parte de Lula. Mas, onde foi parar a tal reforma?

A ocupação do MTST, ocorrida no dia 16 de abril, acabou por enterrar dois mitos, a reforma de R$ 1 milhão e o mobiliário de R$ 400 mil. Onde foi parar a mobília que está afirmada no processo?

A ação do MTST foi providencial e desmente a Lava Jato, incluindo o pateta Dallagnol e o covarde do procurador Carlos Fernando Santos Lima, que apagou o próprio Twitter, após livrarem Alckmin da Lava Jato. De quebra, confirma o argumento de Lula, que afirmou ter devolvido a cota do condomínio, por considerar a escada muito perigosa para dois senhores de idade, como ele e a Dona Marisa.

Tudo se tornou uma piada. Veja as fotos:

Piscina ridícula do Triplex de “luxo”
A escada que Lula afirmou em depoimento, ser perigosa para idosos.
A cozinha apertada que Moro afirma ter recebido a reforma de R$ 1 milhão.
Quarto sem mobília.
Pia ridícula para um Triplex com reforma de R$ 1 milhão.

 

Por Fábio St Rios

Fonte: A Postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *