Mais de 4 meses sem respostas | “Quem mandou, quem fez e por quê?”, pergunta pai de Marielle Franco em vídeo

Reprodução

“Terrível. Não dá para você mensurar, como mãe, tirar a vida de uma pessoa como foi tirada a da minha filha”, diz Marinete da Silva, mãe de Marielle Franco, em vídeo produzido pela Anistia Internacional para cobrar respostas sobre o assassinato da ativista e vereadora, que completou quatro meses no último dia 14.

““Era muito sangue, aí o anel dela no chão com os óculos e a bolsa que eu tinha dado. Aí eu falei: ‘acho que é verdade’”, contou Anielle Silva, irmã de Marielle, sobre o momento em que a família recebeu a notícia do assassinato. Seu pai, Antônio Francisco da Silva, relembra a brutalidade do crime: “Uma mulher desarmada, sendo tocaiada por quatro homens”.

Após quatro meses, o crime, que também vitimou o motorista Anderson Gomes, continua sem respostas. “A não resolução do assassinato de Marielle Franco demonstra a ineficácia, incompetência e a falta de vontade das instituições do Sistema de Justiça Criminal brasileiro para resolver o caso”, afirmou Jurema Werneck, diretora executiva da Anistia em comunicado. “É urgente o estabelecimento de um mecanismo externo e independente para monitorar essa investigação”, acrescentou.

Assista ao vídeo produzido pela Anistia Internacional:

 

 

Fonte: Justificando | Carta Capital | Anistia Internacional 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *