Povo Sem Medo reúne milhares em defesa da moradia em São Bernardo do Campo

Fonte: Esquerda Online

Por Elber Almeida

Fonte: Gica TV

Nesta quarta-feira (13), milhares de manifestantes saíram da Ocupação Povo Sem Medo de São Bernardo em direção ao Paço Municipal da cidade. O objetivo foi mostrar a força da luta impulsionada pelos ocupantes e negociar com o governo municipal uma saída para o problema.

Apesar de governar uma cidade com um déficit habitacional de mais de 92 mil pessoas, o prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando, fez um vídeo em que tratava as milhares de famílias que ocupam o terreno – antes abandonado – como se não tivessem direito a tal movimento, simplesmente por haver uma lista de cadastro de moradores de áreas de risco, uma política habitacional que evidentemente não resolve o problema na cidade. No mais velho estilo “problema social é caso de polícia”, reuniu-se com várias órgãos, dentre eles Polícia Civil e Polícia Militar. Num tom depreciativo chama a ocupação de invasão e coloca como uma missão o“restabelecimento da paz” para os moradores do entorno da ocupação. Tudo isso enquanto a Guarda Civil Municipal impede a entrada de carros carregando mantimentos para o local e multa os que estacionam nas vias de acesso.

Foto: Camila Almeida

Foto: Camila Almeida

Após esse vídeo compartilhado em rede social, o prefeito resolve não estar presente na recepção do movimento, deixando essa para seus subordinados, que receberam uma comissão incluindo advogado e o dirigente nacional do MTST, Guilherme Boulos. No mesmo sentido, o presidente da Câmara Municipal da cidade resolveu colocar para aprovação o fim do expediente, às 14h, fazendo com que os manifestantes não encontrassem os vereadores saindo do local. Assim, o governo local foge do problema e resolve enfrentá-lo com uma campanha ideológica nas redes sociais, pintando os ocupantes como inimigos do município.

Mesmo assim, a luta das milhares de famílias obteve como resposta uma audiência de conciliação entre seu movimento e a empresa “proprietária” do terreno, MZM Incorporadora, nesta sexta-feira. O MTST já anuncia manifestação para o mesmo dia, às 9h, e declara estado permanente de mobilização da gigantesca ocupação. A Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo se fortalece, apesar da campanha contra sua existência, tocando numa necessidade muito presente na classe trabalhadora brasileira, moradia digna para todos. É uma luta à altura de uma região que foi palco das maiores lutas operárias da história do país, capaz de colocar abaixo uma ditadura civil-militar.

Apoie a luta da Ocupação Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo levando alimentos e água para a cozinha comunitária. Local: Rua João Augusto de Souza, próxima ao portão 5 da Scania, em São Bernardo do Campo, SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.