Ocupação Marielle Franco e Ocupação Marielle Vive fazem ato unificado por moradia na Sé

Na tarde desta segunda-feira, 7 de maio, as duas novas ocupações do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) em São Paulo fizeram sua primeira manifestação pública pelo direito à moradia digna. Localizadas na zona norte (Pirituba) e zona sul (Grajaú), as duas ocupações foram batizadas nos últimos dias em homenagem a Marielle Franco, vereadora do PSOL executada na companhia do motorista Anderson Gomes em março, no Rio de Janeiro.

A ocupação Marielle Franco e a ocupação Marielle Vive somaram forças no protesto no centro da cidade, que saiu da Praça da Sé em caminhada até a Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo (SEHAB), dando início à luta em busca de negociações com o poder público. Os terrenos ocupados recentemente estavam abandonados há anos e se encontravam em desacordo com a Constituição, uma vez que não cumpriam função social.

MTST, A LUTA É PRA VALER

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *