MTST se solidariza às famílias atingidas pela tragédia do prédio do Largo do Paissandu, em SP

Foto por João Wainer

São Paulo amanhece no dia do trabalhador com uma tragédia urbana: o incêndio e desabamento de um prédio que era uma ocupação do MLSM (Movimento de Luta Social por Moradia) no Largo do Paissandu, centro da cidade.

A tragédia reflete o descaso do poder público frente a situação de vulnerabilidade social da vida das famílias que ali resistiam contra a especulação imobiliária que cada vez mais massacra trabalhadores e trabalhadoras.

O MTST se solidariza ao MLSM e às famílias e repudia os ataques que estão sendo feitos em relação aos movimentos de luta por moradia. O direito constitucional à moradia é uma luta que abraça várias outras lutas por justiça social.

Ocupar e Resistir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *