NOTA DE SOLIDARIEDADE À COORDENAÇÃO E ACAMPADOS DO MTST DE SERGIPE

Nós mulheres do MTST de SP, reunidas em encontro estadual, nos solidarizamos com as coordenações e acampados do MTST de Sergipe, em especial às mulheres por estarem na linha de frente, enfrentando com muita valentia as tentativas de uma organização política que quer nos arrancar a bandeira e utiliza nossa terra sagrada como palanque e curral eleitoral!

Repudiamos a desonestidade, a violência e o machismo que estão sendo usados para perseguir coordenadoras do movimento e impedir a conquista do povo que é o terreno para construção das casas da ocupação Beatriz Nascimento!

Não aceitaremos e não daremos um passo atrás! Por Beatriz Nascimento, mulher negra, filha de dona de casa e pedreiro, retirante guerreira se tornou também historiadora e poeta:

SONHO
Seu nome era dor
Seu sorriso
dilaceração
Seus braços e pernas, asas
Seu sexo seu escudo
Sua mente libertação
Nada satisfaz seu impulso
De mergulhar em prazer
Contra todas as correntes
Em uma só correnteza
Quem faz rolar quem tu és?
Mulher!…
Solitária e sólida
Envolvente e desafiante
Quem te impede de gritar
Do fundo de sua garganta
Único brado que alcança
Que te delimita
Mulher!
Marca de mito embotável
Mistério que a tudo anuncia
E que se expõe dia-a-dia
Quando deverias estar resguardada
Seu ritus de alegria
Seus véus entrecruzados de velharias
Da inóspita tradição irradias
Mulher!
Há corte e cortes profundos
Em sua pele em seu pelo
Há sulcos em sua face
Que são caminhos do mundo
São mapas indecifráveis
Em cartografia antiga
Precisas de um pirata
De boa pirataria
Que te arranques da selvageria
E te coloque, mais uma vez,
Diante do mundo
Mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *