MTST vai às ruas em Guarulhos, reivindica moradia e melhorias, e abre negociação com Prefeitura

Poder Público deu início ao processo de negociação pelo terreno; Pautas apresentadas por comissão devem ter resposta em até cinco dias

As famílias das três ocupações do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto em Guarulhos, Grande São Paulo, se mobilizaram nesta quinta-feira, 18 de julho, para reivindicar a abertura das negociações por moradia na Ocupação Nova Vitória, além de melhorias específicas nas condições de vida dentro e no entorno dos terrenos ocupados. Foi pedido o acesso ao fornecimento de água, luz e a coleta de lixo — na Ocupação Nova Vitória –, a melhoria do acesso de pessoas e veículos à Ocupação Hugo Chávez e suporte ao trabalho dos catadores de lixo da região.

Milhares de pessoas se reuniram na Praça Getúlio Vargas, desde o fim da manhã, no centro de Guarulhos. Durante a tarde, a multidão do MTST marchou e cantou pelas ruas da cidade até chegar à Prefeitura Municipal, onde uma comissão de representantes foi recebida. Dentre os Sem-Teto, famílias das ocupações Povo Sem Medo de Guarulhos, Hugo Chávez e Nova Vitória — a mais recente delas, em terreno próximo ao Aeroporto Internacional de Cumbica.

Após horas de reunião, a chamada pauta com as demandas reivindicadas, por escrito, foi oficialmente recebida pelo poder público, que requisitou o prazo de até cinco dias úteis para respondê-las. Já sobre a principal exigência da mobilização, a moradia digna para as famílias da Nova Vitória, a Prefeitura de Guarulhos se comprometeu a iniciar as negociações.

MTST, a luta é pra valer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *