MTST nomeia núcleo de luta por moradia de Fernando Santa Cruz em homenagem a desaparecido político, pai do presidente da OAB que teve memória atacada por Bolsonaro

Há dois meses núcleo reúne centenas de famílias que lutam por moradia em Santo André-SP

Declaração ofensiva de Bolsonaro foi estopim para o ato “Ditadura Nunca Mais!”, que aconteceu nesta segunda (5/8)

Foto por Brigada de Comunicação/MTST

O Brasil ficou estarrecido, na última semana, com uma declaração em especial do presidente — em meio a tantas. Bolsonaro afirmou saber como morreu o pai do presidente da OAB (Ordem dos Advogados Brasileiro). Fernando Santa Cruz foi sequestrado e assassinado — não se sabe como — pela ditadura militar que governou o país de 1964 a 1985, o que foi reconhecido pelo próprio estado brasileiro. Bolsonaro, depois, mentiu dizendo que companheiros de Fernando o teriam matado.

Praticamente todo o conjunto da sociedade se escandalizou e condenou a fala absurda que distorce a história, ataca a dignidade humana e ofende a memória de quem ousou contestar o regime militar. Em reação, a Frente Povo Sem Medo convocou o ato público chamado “Ditadura Nunca Mais!”. que aconteceu nesta segunda, 5/8, em São Paulo. Num gesto simbólico, o MTST decidiu homenagear o ativista vítima dos militares, batizando seu núcleo de luta por moradia em Santo André (SP) de Núcleo Fernando Santa Cruz.

O núcleo existe oficialmente há dois meses e funciona, na prática, como uma “ocupação fora do terreno”. Toda semana, coordenadores do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto reúnem-se com centenas de famílias que precisam de moradia — que vivem de favor, que comprometem mais do que podem para pagar o aluguel e não morar na rua, num contexto de crise aguda e falta de emprego. Na região do ABC, são cerca de 230 mil famílias que precisam de moradia (no Brasil, esse número já chegou a 7,78 milhões famílias).

As reuniões ocorrem na rua Adriático, Jardim do Estádio, o que fez com que o grupo se chamasse, inicialmente, Núcleo Adriático de Luta por Moradia. Em assembleia neste domingo, 4/8, coordenação e famílias renomearam o núcleo oficialmente. O novo nome reforça o compromisso de luta e reivindicação de direitos, contra qualquer opressão e por um Brasil justo, ligando a luta por moradia à luta contra a ditadura.

Na última quinta-feira, 2/8, as “famílias do Adriático” protagonizaram um grande protesto que parou Santo André, marchando da Praça do Carmo até a Prefeitura Municipal. Após fazer o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Paulo Alves, descer e negociar com uma comissão, as pessoas do Núcleo Fernando Santa Cruz conquistaram a promessa de serem cadastradas na Lei HIS (Habitação de Interesse Social), num primeiro passo rumo à moradia digna.

A coordenação do Núcleo Fernando Santa Cruz também esteve presente no ato “Ditadura Nunca Mais!” desta segunda, carregando uma foto de Santa Cruz e a nova faixa do grupo com o nome do pai do presidente da OAB.

Fernando Santa Cruz, presente!

Ditadura, nunca mais!

MTST, a luta é pra valer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *