MTST garante área para construção de moradias para 2 mil famílias em Guarulhos

Ainda na quinta-feira do dia 17 de maio, o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto se reuniu com o poder público de Guarulhos para discutir o local exato para a construção das moradias referentes às ocupações Hugo ChavezPovo Sem Medo de Guarulhos. O encontro contou com representantes da prefeitura e da Secretaria de Habitação, além de coordenadores do MTST.

Foram 2 anos de batalha nos acampamentos levantados pelo movimento naquela que é a segunda maior cidade do estado de São Paulo. O MTST e a prefeitura de Guarulhos, em parceria, agora vão garantir uma área de 120 mil metros quadrados que irá receber cerca de duas mil famílias.

O local exato onde as habitações serão construídas passará por uma mudança na legislação, tornando-se uma ZEIS (Zona Especial de Interesse Social) — ou seja, uma área que, segundo a lei, deve necessariamente ser destinada para a moradia popular.

Além de aprovar o projeto, a gestão do prefeito Guti (PSB) se comprometeu a fazer obras de contenção no entorno da comunidade que fica ao lado do terreno, ao invés de optar pela desapropriação e, assim, evitar novas famílias na rua. Por falta de obras no córrego próximo, a comunidade será beneficiada dentro do novo projeto para a área.

Caso os 120 mil metros quadrados não sejam suficientes para abrigar as duas mil famílias do MTST, o poder público de Guarulhos deve fazer uma compensação de área e assim dar continuidade ao projeto que implementa a ZEIS, que já foi apresentado na Câmara de Vereadores da cidade. Sua votação está prevista para acontecer entre os dias 12 e 14 de junho.

MTST, A LUTA É PRA VALER

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.