MST repudia ataque a acampamento em São Bernardo: Exigimos que o prefeito negocie

Fonte: Viomundo

MST REPUDIA ATAQUE AO MTST

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra vem a público expressar total indignação diante da tentativa de massacre ocorrida ontem (16) contra o Acampamento Povo Sem Medo, ligado ao MTST – Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, no município de São Bernardo do Campo/SP.

Desde o dia 02 de setembro foi ocupado um terreno abandonado com cerca de 60 mil m², no município. A área pertence à construtora MZM que já havia sido notificada pela prefeitura em outro período, sobre o não cumprimento da finalidade social do espaço.

A ocupação do MTST fica em frente à empresa Scania e tem como vizinhos prédios e um condomínio fechado. E foi justamente do condomínio, que partiram tiros de armas de fogo disparados a esmo contra o Acampamento. Um trabalhador foi atingido, mas felizmente está fora de perigo.

A ocupação, que iniciou com cerca de 500 famílias, hoje tem 7 mil. São trabalhadoras e trabalhadores em busca da moradia digna, na sua grande maioria desempregados, afetados pela grave crise econômica.

O judiciário local rapidamente decidiu pela reintegração de posse da área, mas com um recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo, as famílias conquistaram o direito de permanecer na área.

Novas famílias não param de chegar. Somente em São Bernardo do Campo, são 90 mil sem teto, e 130 mil em todo ABC.

Exigimos que o prefeito Orlando Morando (PSDB) mantenha um canal de diálogo e negociação com o MTST, para atendimento da pauta. E que os responsáveis por essa odiosa tentativa de massacre, sejam punidos e responsabilizados.

Toda nossa solidariedade às famílias sem teto da Ocupação Povo Sem Medo. Só quem luta, conquista!!

PELO FIM DO LATIFÚNDIO NO CAMPO E NA CIDADE!!

DIREÇÃO ESTADUAL MST/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *