Fundo de Emergência para Sem-Tetos afetados pelo Coronavírus

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) há 22 anos organiza trabalhadoras e trabalhadores das periferias das grandes cidades a lutarem por seus direitos, sobretudo o direito à moradia digna. Nesse período mais de 55 mil famílias já passaram pelas ocupações do movimento. São pessoas que não suportavam mais o alto fardo do aluguel, que moravam em áreas de risco, que foram despejadas ou ainda que moravam de favor em casas emprestadas e depositaram no MTST sua esperança.

Vivemos um momento crítico em todo mundo com a pandemia do coronavirus. Sabe-se que os mais pobres, especialmente os moradores das periferias, favelas e pessoas em situação de rua são os mais vulneráveis às consequências dessa pandemia, devido às precárias situações de moradia, falta de trabalho e seguridade social. Essas são as famílias organizadas pelo MTST. Além disso, esses trabalhadores dependem, exclusivamente, do Sistema Único de Saúde (SUS) para fazer exames e tratamentos em caso de suspeita do vírus. Trata-se, portanto, de uma severa crise de saúde pública e social.

É uma situação emergencial e sem precedentes. Por isso é tempo de cuidado individual e SOLIDARIEDADE! Se nossos governantes, em sua maioria, tratam a situação com descaso e irresponsabilidade, nós respondemos de forma ágil e eficaz para viabilizar formas de colaboração. Por este motivo fazemos este chamado internacional de apoio! Ajudem o MTST a construir esse fundo de emergência com a arrecadação de recursos que serão utilizados para a compra de comida, medicamentos, álcool gel etc. para milhares de famílias sem teto em todo Brasil.


>> Clique aqui para doar na Vakinha do MTST e ajude o Fundo de emergência para Sem-Tetos afetados pelo Coronavírus!